quinta-feira, agosto 25

Por que Moisés não entrou na terra prometida?

Você Pergunta: Não ficou claro para mim porque Moisés não entrou na terra prometida. Só pelo fato dele bater em uma pedra Deus o puniu dessa forma tão rígida? Ou existe mais algum detalhe no texto bíblico que aponta para algo mais grave que Moisés fez? Poderia nos ajudar a entender melhor essa questão?

Caro leitor, vamos fazer juntos uma análise para entendermos claramente o que aconteceu com Moisés que não permitiu que Deus o autorizasse a entrar na tão sonhada terra prometida, sonhada por Moisés e pelo povo por mais de 40 anos enquanto andavam no deserto. Vamos entender definitivamente porque Moisés não entrou na terra prometida.
Por que Moisés não entrou na terra prometida?

Por que Moisés não entrou na terra prometida?

(1) Vamos primeiro verificar o texto que relata a punição dada por Deus a Moisés. O povo estava mais uma vez murmurando, pois não havia água para beber (Números 20:2-5). Moisés e Arão vão para a porta do tabernáculo, onde a glória do Senhor se manifesta diante deles (Números 20: 6). Deus dá a ordem a Arão e Moisés sobre o que deveria ser feito por eles: “Toma o bordão, ajunta o povo, tu e Arão, teu irmão, e, diante dele, falai à rocha, e dará a sua água; assim lhe tirareis água da rocha e dareis a beber à congregação e aos seus animais” (Números 20:8).Conforme observamos, eles deveriam falar a uma determinada rocha para que dela saísse água.

(2) Quando vão executar a ordem de Deus, observamos que Moisés e Arão cumprem parcialmente a ordem dada, além de não a cumprirem de um modo louvável, com a humildade e mansidão exigidas por Deus: “Moisés levantou a mão e feriu a rocha duas vezes com o seu bordão, e saíram muitas águas; e bebeu a congregação e os seus animais” (Números 20:11). Ao invés de falar à rocha, Moisés bate na rocha duas vezes de forma agressiva, raivosa. A ordem de Deus para falar à rocha tinha como objetivo exaltar e glorificar o nome do Senhor e mostrar que Ele era o autor do milagre. Quando Moisés bate na rocha raivosamente chama a atenção para si e não glorifica o nome do Senhor diante do povo. Em seguida, após a rocha dar água ao povo, Moisés e Arão são advertidos por Deus: “Mas o SENHOR disse a Moisés e a Arão: Visto que não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso, não fareis entrar este povo na terra que lhe dei” (Números 20:12). Esse foi o motivo pelo qual Moisés não entrou na terra prometida.

(3) Podemos observar também que Moisés não se deu por satisfeito com a punição que recebeu, ele orou muito ao Senhor para que Deus mudasse de ideia e o deixasse entrar na terra prometida, porém, o Senhor já tinha decidido a questão e pediu que Moisés não mais falasse naquele assunto (Deuteronômio 3:23-29).

(4) Alguns acham injusta a decisão de Deus de não permitir a entrada de Moisés e Arão na terra prometida. Mas devemos nos lembrar que Deus trata com muito mais severidade aqueles que mais conhecem sobre Ele, aqueles a quem Ele mais se revela, pois esses conhecem muito mais sobre Ele. Isso faz com que a responsabilidade de Moisés fosse bem grande. A Bíblia diz que Deus tratava as coisas com Moisés face a face (Êxodo 33:11). Isso era um privilégio para Moisés, mas também uma grande responsabilidade. Ele falhou em um ponto em que Deus exigiu que ele não falhasse e isso foi determinante para que Deus o punisse não permitindo que entrasse na terra prometida. Por outro lado, certamente, Moisés herdou maior herança, pois quando morreu foi recebido nos braços do Deus todo poderoso a quem ele serviu de forma grandiosa durante a sua vida. Como o apóstolo Paulo bem observou, partir e estar com o Senhor também é uma grandiosa bênção, a maior de todas: “Ora, de um e outro lado, estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor” (Filipenses 1:23).



www.esbocandoideias.com
Presbítero André Sanchez 

Nenhum comentário:

Postar um comentário