sexta-feira, outubro 4

PALAVRA PASTORAL O Valor da Palavra Pr. Martim Alves da Silva.


“E o jovem Samuel servia ao Senhor perante Eli. E
a palavra do Senhor era de muita valia (rara) naqueles
dias; não havia visão manifesta”. I Sm 3.1
Em contraste com a debilidade física de Eli e a
depravação de seus filhos, o retrato que temos de
Samuel mostra um jovem moralmente robusto, que
trabalhava como uma espécie de ajudante do sacerdote
e que estava destinado a desempenhar um papel
fundamental como servo de Deus, num momento crítico
da história de Israel.

O chamado de Samuel quase passou despercebido, ou porque ele era
inexperiente ou porque as manifestações divinas eram raras. Naquela madrugada
Samuel levantou-se três vezes, pensando que Eli o chamava. O sacerdote Eli lhe
deu instruções sobre como responder corretamente ao chamado de Deus. Ele
devia mostrar-se disposto a ouvir. Sua obediência cheia de disposição era um
atributo necessário para receber a palavra de Deus.

Diferentemente dos tempos do sacerdote Eli e do jovem Samuel, em
nossos dias temos muitas oportunidades de ouvir a Palavra do Senhor e ver as
manifestações divinas, através dos dons do Espírito concedidos aos servos de
Deus, durante a exposição da lição na Escola Dominical, nos cultos de doutrina,
nas nossas escolas teológicas e graças a Deus que nos púlpitos da nossa IEADERN
ainda se prega as boas novas de salvação, o evangelho de nosso Senhor Jesus
Cristo, sem as extravagâncias e aberrações tão comuns atualmente.

Meus queridos companheiros, nos dias de Samuel havia poucos homens
preparados para receber a orientação de Deus, nós porém, devemos estar
dispostos e preparados não somente para ouvir e receber, mas, principalmente,
para proclamar a genuína palavra de Deus. Usemos, pois, com sabedoria, o
tempo destinado à ministração da palavra, para transmitirmos ao povo aquilo
que o Senhor nos falou ou nos revelou.

Deus pode falar através do “sussurro suave” a um homem que está em busca
de orientação, mas é pouco provável que o Senhor revista de poder uma pessoa
insensível à sua orientação.

“Para que todos sejam um”

Pr. Martim Alves da Silva.
Pastor Presidente da IEADERN e CEMADERN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário