domingo, novembro 11

Meditações Sobre o Livro de 1 Samuel (Leia 1 Samuel 31:1-13)



Pois que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? (Marcos 8:36).

Enquanto os eventos do capítulo 30 estão acontecendo, começa a batalha entre Filístia e Israel. Logo a vantagem passa a ser dos filisteus, por terem um corpo de arqueiros e, assim, Israel, atingido à distancia, não tem condições de utilizar suas armas. Repentinamente tudo está perdido para Saul. E, em contraste com Davi no capítulo anterior (v. 6), nem Deus estava com ele. A única saída que Saul vê é tirar sua própria vida. Judas fez a mesma coisa. Mas Saul é como muitas outras pessoas cujo desespero leva ao suicídio, em vez de aos braços do Senhor. Esperando escapar da desonra aqui na terra, Saul apenas se precipitou no abismo da miséria eterna. Pobre homem! Ele tinha o reinado e tudo o que poderia desejar neste mundo. Contudo, que bem há para os que perdem a sua alma (Marcos 8:36)?

Os homens de Jabes-Gileade, uma cidade unida por laços de sangue com a tribo de Benjamim (Juízes 21:14), mostram sua gratidão a Saul que certa vez os libertou (cap. 11).

Agora toda a velha ordem de coisas é colocada de lado para dar lugar ao rei escolhido por Deus – Davi, uma figura de Cristo na glória de Seu reino vindouro

Nenhum comentário:

Postar um comentário